4 de setembro de 2008

Tlac Tlac Tlac


E ela só ouvia o tlac-tlac-tlac dos teclados de computadores. TLAC TLAC TLAC.

O dia inteiro, parada para o meio dia, banho de sol e ração, depois mais tlac-tlac-tlac de computadores.

Trabalhava porque ser alguém na vida era importante e eles viam bastante vida naqueles tlac-tlac-tlac.

Ela achando tudo um tédio.

Contava as horas e os minutos para acabar, e quando saia ia cantando Freedom do George Michael.

Se a média de vida do ser-humano é 80 anos ela estava ali desperdiçando 0,4166% de vida! OK! Você acha pouco? Eu não! Contando com mais 26,25 % já vividos, dá por volta de 26,67%, sobrando 73,33% de vida, caso, SE E SOMENTE SE, ela viver 80 anos, então reflita.Retire um monte de coisa que a gente perde a vontade ou capacidade de fazer depois dos 70...


Apesar do som do tlac tlac tlac, era o que ela mais queria havia semanas, o tlac-tlac-tlac há de matar-lhe. Porém, em prol de um futuro promissor, blá blá blá, ela acha válido, ou ao menos, tenta severamente acreditar nisso.

Um comentário:

e o que você tem a dizer????