5 de janeiro de 2008

Let´s go to your Home!!!!!

Beeeeeeem gente, no alto da minha "losercidade" assisti um monte de filme no período de festas. E tem alguns que eu não posso deixar de indicar.


Assisti:
► Contos Proibidos do Marquês de Sade
► A Vida de David Gale
► Monty Pithon e o Sentido da Vida
► O Acossado
► Manhattan
► Geração Prozac
► Impulsividade
Vou comentar dos que mais me chamaram atenção...


Monty Python´s - The meaning of life- Monty Python e o sentido da vida= gente, perfeito, tem cenas que são engraçadas demais. São esquetes tentando mostrar o sentido da vida. E recomendo que vocês assistam. Monty Python foi equiparado aos Beatles em impacto. Se vocês pensam que grupo de comédia é casseta e planeta e toma lá dá cá, os Python´s mostram o que é humor de qualidade.
Destaque para as cenas da família católica, da protestante, do jantar do casal de turistas, ai vai, destaque para todo o filme.
Dica: Ótimo para assistir em qualquer dia, qualquer hora, qualquer momento.


Contos proibidos de marquês de Sade (Quills) - realmente não ia vender muito no Brasil se o nome fosse "penas" = se você está procurando lascívia, putaria, voluptuosidade e afins, veio ao lugar errado. É um filme belíssimo, a Kate Winslet tá linda e tem umas sacadas nos diálogos que valem a pena. REFLITAN
Dica: Bom para assistir sozinho, ou com algum amigo emo.



A vida de David Gale (The life of David Gale) - Geeeeeeeeeeeente muito bom, muito bom, você no começo acha o filme assim "é legal...", mas a história é envolvente e no final você fica com a cara grudada na televisão. Final surpreendente. Vale a pena também.

Dica: Bom para assistir com amigos, mas amigos que não te encham o saco se você chorar. Ótimo para assistir com pessoas que dizem "Diiiiiiiii fuder" no final.

O Acossado ( À bout de souffle - eu nos tradutores online da vida achei "respiração", vai saber.) = Ótimo filme para tirar onda. É nouvelle vague 1959, super chiq. A história é engraçada, quer dizer eu achei, porque é meio sem noção. Mas tem uns diálogos de amor lindíssimos, quem escreveu foi o Truffaut e quem dirigiu foi nada mais nada menos que Jean Luc Godard, se você quiser mais poser assiste algum filme do Krzysztof Kieslowski, claro se você conseguir pronunciar então...


Dica: Bom para colocar no orkut e aquele pessoal do Rh de empresas pensar o quanto você ´cult, lido, inteligente e o caraleo. De preferência assistir com seu pai, ou seu vô, ou seus primos acostumados a ver "veloses e furiosos". Adoro quando dizem "mas ói que culhudaaaa". HEHE.

...


Valem a pena, todos os outros, mas vão ficando com esses aí. Quaisquer informações perguntem ao google, ele responderá mais ricamente do que eu.

beigos.




7 comentários:

  1. LoL aeuhAUEhuahe
    O blog é sua cara XD só quem faz filosofia para dissertar desse jeito XD bem não estou acostumado aqui mas um dia entendo oq ela quis dizer hehe

    See you next class :P

    ResponderExcluir
  2. LoL aeuhAUEhuahe
    O blog é sua cara XD só quem faz filosofia para dissertar desse jeito XD bem não estou acostumado aqui mas um dia entendo oq ela quis dizer hehe

    See you next class :P

    ResponderExcluir
  3. Affff cliquei no botão errado sry duplo post hehe

    ResponderExcluir
  4. "os contos proibidos do marquês de sade" é bonzão, e bate di cum força "o libertino".
    (:

    e fim de papo.

    Ps.: devidas condecorações a johnny depp.

    saludos!
    o/

    ResponderExcluir
  5. 'cos tonight is the meaning of life!

    ***a tiger? in africa?***

    amoadoro

    ResponderExcluir
  6. pohaa luís, é mesmo, vou editar o post por sua causa!

    /ae

    ResponderExcluir
  7. po, eu sou do tipo que diz "diiiii fudeeeeeer" no final!

    ResponderExcluir

e o que você tem a dizer????